E-Mail Atendimento das 8:00 às 11:00h - 13:00 às 16:00h

Atendimento ao Cidadão:

(15) 3562.1222

Excesso de chuvas em Dezembro e Janeiro causam inúmeros transtornos em Itaberá.

Um Município com extensão territorial de 1100 km², 18 mil habitantes e baixa arrecadação tem como grande desafio a manutenção de todas suas estradas e pontes.

Itaberá tem 3 SP’s e 2 vicinais asfaltadas, 2 SP’s Estrada de terra e mais de 150 ITB’s estradas de terras que totalizam mais de 3500 km de extensão.

O Município possui também inúmeras pontes de concreto, de madeira e linhas de tubos que dão vazão aos córregos, ribeirões, riachos e rios que cortam Itaberá.

Se já não bastassem todas essas dificuldades pela nossa extensão territorial, imagine em épocas prolongadas de chuvas que causam alagamentos, enchentes, deslizamentos e muitos pontos que encalham.

Um município com o potencial Agrícola de Itaberá, com diversos Sítios, Fazendas, Chácaras, 03 Distritos, 5 Assentamentos e mais de 25 bairros, que diariamente escoam suas safras, onde há deslocamento de pessoas para o trabalho, transporte de alunos e grande números de máquinas agrícolas, exige de todos uma atenção especial em relação às condições climáticas e a preservação das vias rurais.

Em muitos locais o problema se agrava pela ação dos próprios proprietários rurais que fazem a drenagem das águas do terreno, as chamadas curvas de níveis para dentro das estradas, criando ao longo dos tempos canaletas gigantes que geram alagamento e pontos de encalhamento.

Muitos Proprietários também não aceitam que sejam feitas caixas de escoamento em suas propriedades, muito menos afastam suas cercas para a manutenção das mesmas e com isso agravam a situação de Muitas estradas.

O Período prolongado e o volume de chuvas nos meses de Dezembro e Janeiro tem potencializado a degradação das estradas no Município, onde várias pontes rodaram, há inúmeros pontos de atolamento e crateras por todos os lados, situação tratada como prioritária pela Gestão do Município que se debruça no enfrentamento imediato dos problemas, posto que se aproximam o período de colheita da soja e a volta as aulas em todas as escolas.

Vivemos tempos difíceis, em que fazer estradas é uma prioridade do Município e para obtermos êxito necessitamos da cooperação de todos.

  

VOLTAR
Portal da Transparência Acesso à Informação Assista Sessão ao Vivo Estrutura Organizacional Portal de Serviços Diáio Oficial Atas das Sessões Pauta próxima Sessão Fornecedores Regimento Interno Ouvidoria Holerite Turismo